sábado, 26 de outubro de 2013

Brevidade da Tia Bela




"Coisas que mineiro gosta"

Esta Brevidade já postei aqui várias vezes, e desta vez quis dar o nome da minha querida tia Bela pois ela que fazia muito bem uma brevidade, e batida a mão, com uma colher de pau. 
Naquele tempo lembro muito bem dela batendo horas e horas até levantar bolhas, ninguém tinha uma batedeira, e se alguém tinha a gente nem conhecia.


Aqui em casa não falta, sempre faço, e desta vez resolvi assar em forminhas e postar aqui pra vocês verem.
Vejam como ficaram fofas.
Minha neta Valentina adorou os bolinhos (como ela chamava)



 Ingredientes:
2 copos (tipo requeijão) de polvilho azedo coado
1 1/2 de açúcar
4 ovos inteiros
1 pitadinha de sal
1 colherinha (café) de fermento em pó

Modo de fazer:
Coloque todos os ingredientes na batedeira, menos o fermento.
Bata por uns 40 minutos, desligando e ligando a batedeira para descanso. Quanto mais bater, mais fofa ela fica.
Quando parar de bater e ver que a massa está levantando bolhas é sinal que vai ficar fofa e leve.
Neste ponto, coloque o fermento, bata devagar e leve ao forno médio 160/180 graus, em assadeira untada.
Quando ver que está morena já pode tirar do forno, ou faça o teste do palito.
Quentinha é mais gostosa ainda, ótima com um cafezinho bem quentinho ou um chá.

------------------------------------------

Amigas(os) queridas, obrigada pela preocupação comigo, na postagem anterior.
Graças a Deus tudo está bem.
Estou fazendo uns exames pra ver o que é uma dor que ando sentindo do lado esquerdo.
Já fiz o exame de Intolerância ao leite, Tomografia do abdome e logo vou fazer endoscopia.
Graças a Deus até agora tudo normal.
Beijos a todas (os)

Bom Final de Semana!

6 comentários:

Milton Kennedy disse...

Huuummm só de olhar as fotos já deu uma enorme vontade de provar.

Grande abraço amiga Vicentina, saúde e paz.

Márcia Rocha disse...

Olá!
Huuuuuuuummmmmmm... Delicia!!!!
Adorei o seu Blog... Com certeza voltarei muuuuiiiitas vezes, e aproveito a oportunidade para te convidar a visitar meu Blog. Lá tem de tudo um pouco: Artesanato, Receitas, Dicas,...
Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

http://decolherpracolher.blogspot.com

Gina disse...

Olá, Vice!
Conheço a brevidade de araruta e a de amido de milho, que têm consistências semelhantes ao polvilho. Bem comidinha de família, que lembra os tempos de infância.
Espero que você logo esteja recuperada, viu?
Bjs.

Islene Teles disse...

Oi, vice
Comia muita brevidade feita pelo meu pai quando criança. Não com polvilho, acho que era amido de milho. Deu saudade. Elas estão convidativas para serem devoradas com uma xícara de café. Um beijo e boa semana. Is

Danni e Lype disse...

Querida Vice,
Nossa!!! Brevidade me lembra a infância... Que DELÍCIA!!! ADOREI!!!
Grande beijo e ótima semana, Irene

Nani disse...

Humm gostinho da minha infância viu! Meu pai batia no braço a brevidade!
Menina não era intolerância?
Beijos